7 escritoras incríveis que vão mudar a sua vida

Quando se fala no dia 1° de maio, logo vêm à mente de muitos a comemoração ao Dia dos Trabalhadores. O que alguns ainda não sabem é que a data marca no calendário outra importante homenagem: o Dia da Literatura Brasileira. 

Nesta data, nada como relembrar e conhecer mais a fundo nomes que marcaram a história do país através das belas palavras e histórias contagiantes - seja em um passado distante ou quem segue espalhando poesias em cada trecho escrito nos tempos atuais.

Para homenagear as mulheres que enfrentaram as barreiras da desigualdade de gênero e se tornaram ícones da literatura brasileira, a Fleurity reúne aqui 7 escritoras incríveis que vão mudar a sua vida. Confira agora!

Dia da Literatura Brasileira

Antes de conhecer um pouco da biografia das escritoras brasileiras, é importante entender como a data passou a ser comemorada no calendário brasileiro. 

O dia foi escolhido em homenagem ao escritor cearense José de Alencar, que nasceu no dia 1° de maio de 1829 - um dos maiores nomes do movimento romancista no Brasil. Historicamente, a literatura no país é dividida em estilos literários desenvolvidos ao longo dos anos, sendo alguns deles: Quinhentismo (1500-1601), Barroco (1601-1768), Arcadismo (1768-1836), Romantismo (1836-1881) e Realismo (1881-1902).

Além do dia 1° de maio ser uma data para prestar homenagem a todos e todas que ajudaram a construir a literatura brasileira, o marco no calendário tem como propósito levantar discussões em torno da importância da leitura através, principalmente, de atividades escolares. 

Em paralelo, considerando a desigualdade de gênero presente na sociedade há séculos e décadas atrás, mulheres assumiram a vanguarda - quebrando tabus ao se posicionarem no papel de escritoras e daquelas que fazem história! 

Escritoras brasileiras que você precisa conhecer 

Cecília Meireles

Nascida no Rio de Janeiro em 1901, Cecília Meireles foi uma importante poetisa, professora, jornalista e pintora brasileira. Com mais de 50 obras publicadas, foi uma das primeiras mulheres a alcançarem grande expressão na literatura no Brasil.

Sua primeira obra teve como título “Espectros”, lançada em 1919. Alguns anos depois, como forma de incentivo à leitura, Cecília criou a primeira biblioteca infantil do país em 1934, na capital carioca.

Ao longo de sua vida, a escritora conquistou diversos prêmios em reconhecimento à suas obras, sendo alguns deles o Prêmio de Poesia Olavo Bilac, Prêmio Jabuti e o Prêmio Machado de Assis. Suas poesias também ultrapassaram as fronteiras, tendo sido traduzidas para diversos idiomas. 

Principais obras: 

  • Espectros (1919)
  • Criança, meu amor (1923)
  • Romanceiro da Inconfidência (1953)
  • Poemas escritos na Índia (1953)
  • "Flores e canções (1979)"

Clarice Lispector

Clarice Lispector fez história como um dos principais nomes da literatura brasileira, mas o que poucos sabem é que a origem da escritora é ucraniana. Lispector veio ao Brasil com os pais ainda bebê e deixou um legado ao longo da vida com seus contos e romances com características intimistas. 

As obras da escritora estão diretamente relacionadas à fase final do modernismo literário brasileiro, tendo algumas de suas principais obras reconhecidas com prêmios como o Jabuti (1961 e 1978), Prêmio Carmem Dolores Barbosa (1961) e a Ordem do Mérito Cultural (2011). 

O talento de Clarice Lispector ganhou o mundo ainda enquanto a escritora era viva, com diversas de suas obras traduzidas para outros idiomas. Até hoje suas frases e trechos de seus contos são famosos, tendo conquistado o universo digital e encantado gerações.

Principais obras: 

  • Visão do Esplendor (1975)
  • A Hora da Estrela (1977)
  • O Lustre (1946)
  • A Cidade Sitiada (1949)
  • Laços de Família (1960)

Cora Coralina

A poetisa e contista brasileira nasceu em Goiás, em 1889. Começou a escrever aos 14 anos, mas publicou o primeiro poema aos 19 em um jornal local. Já o primeiro livro de Cora Coralina foi “Poemas dos becos de Goiás e estórias mais”, de 1965. 

Pela sua vida e obra, a incrível escritora brasileira acumulou diversos títulos e prêmios ao longo de sua biografia - alcançando credibilidade nacional entre os principais nomes da literatura do país. 

Agora, foi em Goiás, Estado onde nasceu, que as grandes homenagens à Coralina foram feitas. Cora Coralina recebeu título de doutora honoris causa da Universidade Federal de Goiás (UFG). Após a morte da escritora, em 1985, Cora Coralina ainda recebeu como homenagem o “Museu Casa de Cora Coralina” - que tem como objetivo, até hoje, manter viva a memória dessa escritora.

Principais obras: 

  • Poemas dos Becos de Goiás e estórias mais (1965)
  • Meu Livro de Cordel (1976)
  • Estórias da Casa Velha da Ponte (1985)
  • Os meninos verdes (1986)
  • Tesouro da casa velha (1996)

Lygia Fagundes Telles

A escritora Lygia Fagundes Telles é nascida em São Paulo, em 1923, e fez parte da terceira fase do movimento modernista literário brasileiro. Sua principal obra - e primeira produção de Lygia Telles - é o livro Ciranda de Pedra, publicado em 1954 e exaltado pela crítica especializada. 

Além de toda sua obra literária, Telles ainda assumiu outros papéis ao longo de sua vida: exerceu o cargo de procuradora do Instituto de Previdência do Estado de São Paulo, fez parte da comissão de escritores responsável pelo Manifesto dos Mil contra a censura no país e ainda presidiu a Cinemateca Brasileira.

Em outubro de 1985, Lygia Telles assumiu como ocupante da Cadeira nº 16 da Academia Brasileira de Letras como sucessão de Pedro Calmon.

Principais obras: 

  • Mistérios (1981)
  • Invenção e Memória (2000)
  • Ciranda de Pedra (1954)
  • Verão no Aquário (1964)
  • As Meninas (1973)

Hilda Hilst

Assim como Lygia Telles, a escritora Hilda Hilst fez parte do terceiro movimento modernista literário brasileiro e o fato não é uma coincidência. Nascida em Campinas (SP), 1930, Hilst ingressou na faculdade de Direito - onde conheceu Telles. 

A amizade resultou nos primeiros passos de uma vida inteira de Hilda Hilst dedicada à literatura - especialmente à poesia. 

Com grandes obras, que tinham como características os aspectos existenciais e o fluxo de consciência humano, Hilst recebeu o reconhecimento por sua obra através de diversos prêmios nacionais, como o APCA (1981), o prêmio Jabuti (1984) e o Cassiano Ricardo (1985).

Principais obras: 

  • Estar sendo. Ter sido (1997)
  • Cascos e carícias (1998)
  • Do amor (1999)
  • Presságio (1950)
  • Balada de Alzira (1951)

Djamila Ribeiro

Atravessando a história e chegando nos dias atuais, é fundamental conhecer a vida e história da escritora Djamila Ribeiro - que faz a diferença não só com suas obras, como também em seu posicionamento sócio-político como figura importante no movimento ativista negro. 

Djamila é filósofa e escritora, nascida na cidade de Santos, em São Paulo. Ganhou grande destaque no cenário brasileiro ao utilizar uma linguagem acessível e redes sociais de grande alcance para pautar temas sociais relacionados ao combate contra o racismo e pelo feminismo. 

Uma das suas principais obras, o livro “Pequeno manual antirracista”, recebeu o prêmio Jabuti. Além dos seus livros, Djamila é colunista em jornais de renome no Brasil, comentarista em programas de TV e consultora para marcas em suas áreas de estudo. 

Principais obras: 

  • Pequeno Manual Antirracista (2019)
  • Quem Tem Medo do Feminismo Negro? (2018)
  • O que é Lugar de Fala? (2017)

Gostou de conhecer melhor essas incríveis escritoras? Então temos certeza de que também vai curtir outros conteúdos do blog da Fleurity que apresentam mulheres que marcaram a história mundial, cada uma em sua área de atuação. 

Nos textos você pode conhecer, por exemplo, aquelas que deixaram suas marcas no desenvolvimento da ciência ou quem foi a responsável pela criação do Dia Internacional da Mulher.  Confira e saiba mais sobre elas!

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.