O que é gravidez ectópica e como identificar?

Da fertilização ao parto, a gravidez requer uma série de etapas no corpo da mulher. Uma dessas etapas é quando um óvulo fertilizado viaja até o útero para se fixar. No caso de uma gravidez ectópica, o óvulo fertilizado não se liga ao útero. Em vez disso, pode anexar-se à trompa de Falópio, cavidade abdominal ou colo do útero.

Você quer entender mais sobre como identificar uma gravidez ectópica? Continue a leitura deste artigo!

O que significa gravidez ectópica?

A gravidez ectópica , também chamada de gravidez extra uterina, acontece quando um óvulo fertilizado cresce fora do útero da mulher, em algum outro lugar da barriga. 

Nesse caso, ela pode causar sangramento com risco de vida e precisa de cuidados médicos imediatamente.

Em mais de 90% dos casos, o óvulo se implanta em uma trompa de Falópio. Isso é chamado de gravidez tubária.

Quais são os primeiros sinais da gravidez ectópica?

Na maioria das vezes, uma gravidez ectópica acontece nas primeiras semanas de gravidez. Você pode nem saber que está grávida e pode não notar nenhum problema.

Os primeiros sinais de uma gravidez ectópica incluem:

  • Sangramento vaginal leve e dor pélvica;
  • Dor de estômago e vômito;
  • Cólicas abdominais agudas;
  • Dor em um lado do seu corpo;
  • Tontura ou fraqueza;
  • Dor no ombro , pescoço ou reto.

Uma gravidez ectópica pode fazer com que sua trompa de falópio estoure ou se rompa. Os sintomas de emergência incluem dor intensa, com ou sem sangramento intenso. 

Nesses casos, ligue para o seu médico imediatamente se tiver sangramento vaginal intenso com tontura, desmaio ou dor no ombro , ou se tiver dor de barriga intensa, especialmente em um lado.

Quais são os fatores de risco da gravidez ectópica?

Algumas coisas que aumentam a probabilidade de você ter uma gravidez ectópica são:

  • Gravidez ectópica anterior: Se você já teve esse tipo de gravidez antes, é mais provável que tenha outra.
  • Inflamação ou infecção: Infecções sexualmente transmissíveis, como gonorreia ou clamídia, podem causar inflamação nas trompas e outros órgãos próximos e aumentar o risco de gravidez ectópica.
  • Tratamentos de fertilidade: Algumas pesquisas sugerem que as mulheres que têm fertilização in vitro (FIV) ou tratamentos semelhantes são mais propensas a ter uma gravidez ectópica. A própria infertilidade também pode aumentar seu risco.
  • Cirurgia tubária: A cirurgia para corrigir uma trompa de Falópio fechada ou danificada pode aumentar o risco de uma gravidez ectópica.
  • Escolha do anticoncepcional: A chance de engravidar usando um dispositivo intrauterino (DIU) é rara. No entanto, se você engravidar com um DIU , é mais provável que seja ectópico. A laqueadura, um método permanente de controle de natalidade comumente conhecido como "ter suas trompas amarradas", também aumenta o risco, se você engravidar após esse procedimento.
  • Fumar: Fumar cigarros antes de engravidar pode aumentar o risco de uma gravidez ectópica. Quanto mais você fuma, maior o risco.

Como diagnosticar uma gravidez ectópica?

Se você suspeitar que pode ter uma gravidez ectópica, consulte seu médico imediatamente. A gravidez ectópica não pode ser diagnosticada a partir de um exame físico. No entanto, seu médico ainda pode realizar um para descartar outros fatores.

Outro passo para o diagnóstico é um ultrassom transvaginal. Isso envolve a inserção de um instrumento especial em forma de varinha na vagina para que seu médico possa ver se um saco gestacional está no útero.

Seu médico também pode usar um exame de sangue para determinar seus níveis de hCG e progesterona. Estes são os hormônios que estão presentes durante a gravidez. 

Se esses níveis hormonais começarem a diminuir ou permanecerem os mesmos ao longo de alguns dias e um saco gestacional não estiver presente no ultrassom, a gravidez provavelmente é ectópica.

Se você estiver com sintomas graves, como dor ou sangramento significativo, pode não haver tempo suficiente para concluir todas essas etapas. 

A trompa de Falópio pode romper em casos extremos, causando hemorragia interna grave. Seu médico irá então realizar uma cirurgia de emergência para fornecer tratamento imediato.

Por fim, antes de você ir, te convidamos a acessar o blog da Fleurity e ler vários conteúdos escritos com muito carinho para pessoas que menstruam ficarem informadas. 

Até o próximo artigo! ❤️

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.