Guia prático sobre o disco menstrual

Guia prático sobre o disco menstrual

Nos últimos tempos, as pessoas que menstruam puderam contar com novos recursos para cuidar da região íntima neste período.  

Coletores, calcinhas absorventes e discos menstruais tem substituído os nada confortáveis absorventes descartáveis. Pensando nisso, neste post, vamos falar um pouco mais sobre o disco menstrual.  

Vários motivos estão fazendo com que o disco menstrual seja o queridinho do momento. E você vai saber tudo sobre o assunto agora mesmo, vamos lá!  

O que é o disco menstrual 

O disco menstrual é um acessório para ser usado durante a menstruação, feito de silicone medicinal hipoalergênico.  

Semelhante aos coletores menstruais, tem a mesma função dos absorventes: funcionar como uma barreira para o sangue da menstruação, evitando que faça sujeira e manche as roupas.  

Como o próprio nome sugere, o disco menstrual parece um disquinho. Com seu formato oval e discreto se encaixa no canal vaginal, próximo ao útero e não necessita de vácuo para o posicionamento correto.  

Quais as vantagens do disco menstrual  

O fato de não precisar de vácuo para ficar bem posicionado é uma das grandes vantagens do disco menstrual.

A pessoa que vai utilizar não precisa se preocupar em aprender a fazer dobras para colocar e retirar. O processo é muito mais fácil.  

Além disso, assim como o copinho, o disco menstrual é reutilizável — o que faz bem para o seu bolso e para o meio ambiente.  

Mas o grande trunfo do disco menstrual é poder fazer sexo com ele (simmm, com o disco menstrual você pode ter penetração vaginal sem preocupação)! O seu formato e o método de encaixe deixa o canal vaginal livre, permitindo que você e seu parceiro/parceira transe sem medo de fazer sujeira.  

Muitas pessoas sentem-se mais excitadas durante a menstruação. O período também é ótimo para a lubrificação vaginal, tornando as relações mais prazerosas. O papel do disquinho é justamente conter o sangue menstrual, para que todo esse fogo seja aproveitado da melhor forma!  

O disco menstrual não é um diafragma!

Embora o diafragma seja citado em cartilhas de educação sexual como um método contraceptivo confiável, ele não é muito popular no Brasil e o disco menstrual não veio para substituí-lo por um único motivo: ele não pode ser utilizado para prevenir gravidez ou DST. 

O diafragma é um anel flexível, fabricado em borracha, com um material parecido com a camisinha. Sua função é impedir que os espermatozoides cheguem até o útero. Para isso, devem ser inseridos de 15 a 30 minutos antes da relação, e retirado 12 horas depois. 

Cuidados com o disco menstrual  

O disco menstrual pode ser usado por até 12 horas. Cada vez que você retira para esvaziar, o indicado é que ele seja lavado com água corrente e sabão neutro.  

O disquinho deve ser fervido por cerca de 3 minutos todo início e final de menstruação. Ou seja, assim que a menstruação der os primeiros sinais, prepare seu disco menstrual e faça o mesmo processo antes de guardá-lo para o próximo ciclo.

Para colocar, você deve apertar as laterais das bordas até que ele fique parecendo um oito. Insira a borda mais larga na vagina e, com o dedo indicador, empurre o disquinho até sentir que chegou ao osso pélvico. A borda da frente deve ficar posicionada atrás desse osso.  

Já na hora da retirada, é só puxar a borda frontal. Vale destacar que pode fazer xixi sem maiores problemas, pois, o xixi sai por outro canal.

Só boas notícias sobre o disco menstrual, não é mesmo? Não é difícil de imaginar porque um dispositivo que ajuda você a passar por aqueles dias de maneira mais confortável e ainda permite fazer sexo sem sujeiras está fazendo tanto sucesso!  

Você tem experiência com o uso do disco menstrual? Dá um tweet neste post, ou compartilhe em suas redes sociais, e não esqueça de nos marcar hein?!