Já ouviu falar em óleo de coco para vagina? Conheça os benefícios e saiba como usá-lo

Muitas pessoas usam hidratantes ou lubrificantes vaginais para ajudar a aliviar o desconforto durante a relação sexual.

Embora existam vários lubrificantes vaginais disponíveis, algumas pessoas preferem uma opção mais natural

E, neste momento, o óleo de coco entra em ação!

Muitas pessoas não sabem, mas, o óleo de coco possui propriedades antimicrobianas e anti bacterianas.

No entanto, há alguns riscos em usar o óleo de coco como lubrificante, principalmente, se for usado em camisinhas com látex…

Sendo assim, neste conteúdo, vamos falar sobre os benefícios do óleo de coco na vagina, como usá-lo com segurança e quais os riscos.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura amiga!

Quais são os benefícios de passar óleo de coco na vagina?

Além de ser um hidratante comprovado, o óleo de coco possui propriedades antimicrobianas e anti bacterianas

Sendo assim, ele ajuda a combater infecções do trato urinário, infecções por fungos e certas infecções resistentes a medicamentos.

Além de ser um produto totalmente natural!

Ao contrário dos lubrificantes tradicionais, o óleo de coco natural não contém aditivos e outros irritantes possíveis… 

Isso significa que é menos provável que cause inflamação em uma área já sensível.

O óleo de coco e outros lubrificantes à base de óleo também são mais espessos do que os lubrificantes à base de água ou gel. 

Ou seja, ele pode durar muito mais e você não precisa se preocupar em ficar passando ele frequentemente.

Sabemos que o óleo de coco é muito usado para hidratar os cabelos e a pele…

No entanto, você sabia que o óleo de coco possui diversos benefícios para a vagina?

Confira abaixo quais são esses benefícios:

Óleo de coco como lubrificante

A maioria das mulheres experimentam secura vaginal em algum momento de suas vidas.

Esse problema pode ser causado pelo envelhecimento, por medicamentos ou por uma mudança hormonal... 

E, quando isso acontece, pode causar dor durante a relação sexual...

Nestes casos, os lubrificantes podem ajudar.

Você sabia que “lubrificante” se refere a qualquer substância que pode ser usada com segurança para ajudar a diminuir o atrito que ocorre durante o sexo

Embora muitos lubrificantes sejam projetados especificamente para uso nessas situações…

Algumas pessoas optam por usar produtos naturais para essa finalidade, como é o caso do óleo de coco.

Além de ser usado como lubrificante íntimo, o óleo de coco também serve como uma barreira protetora em casos de secura vaginal nos períodos da perimenopausa e menopausa.

Perfeito demais, não é mesmo?

Estudos demonstraram que o óleo de coco é seguro para uso como hidratante…

O que levou à crença de que ele também seria seguro para ser usado como lubrificante.

No entanto, há pesquisas limitadas sobre a segurança e eficácia do óleo de coco quando usado como lubrificante. 

Sendo assim, se você deseja usar o óleo de coco como lubrificante, deve usá-lo com cautela.

Óleo de coco e uso de preservativo

Apesar de não ser um benefício, é preciso dar destaque ao uso do óleo de coco combinado com preservativos…

Isso porque o óleo de coco não deve ser usado em preservativos de látex

Visto que pode diminuir a eficácia do preservativo e aumentar o risco de rompimento…

Ou seja, além de aumentar as chances de uma gravidez indesejada, pode também aumentar o risco de transmissão de uma IST.

Sendo assim, os preservativos só devem ser usados ​​com lubrificantes que são feitos a base de água, certo?

Óleo de coco como hidratante vaginal

Você já deve ter ouvido falar que o hidratante corporal não pode ser usado na região da vagina, né?

Isso é verdade!

Com isso, o óleo de coco e suas propriedades hidratantes trazem muitos benefícios para a região vaginal...

Isso porque o pH ácido do óleo de coco é ideal para a saúde da nossa vagina

Além de hidratar e nutrir a região sem causar irritações ou alergias.

Por ser um hidratante natural, você pode usá-lo diariamente após tomar banho…

Passando-o delicadamente entre os pequenos e grandes lábios.

Mas fique atenta ao comprar o seu óleo de coco, é importante usar o extra virgem, 100% natural e puro

Óleo de coco protege a vagina

Usar o óleo de coco diariamente pode ser um grande aliado para a sua vagina

Isso porque ele a protege, formando uma camada protetora contra fungos e evitando infecções vaginais

Além disso, também trata fungos nocivos que já estão presentes no local. 

Como já falamos, o óleo de coco é antioxidante, e por esse motivo, mantém o pH da vagina em equilíbrio evitando infecções.

Óleo de coco combate a candidíase

Parece um sonho, mas, é real!

O óleo de coco pode sim te ajudar a controlar a candidíase.

Isso porque ele ajuda a manter o equilíbrio de fungos e bactérias presentes na região íntima…

E, como falamos, mantém o pH vaginal em equilíbrio! 

Para utilizá-lo basta aplicar no local diariamente antes de dormir ou após tomar banho.

Existe algum risco em usar óleo de coco na vagina?

Se você tem tendência a infecções por fungos, é uma boa ideia evitar o uso de óleo de coco como lubrificante.

Isso porque o pH normal da vagina é ácido, e o óleo de coco pode torná-lo um ambiente alcalino

Resultando em distúrbios de bactérias que também podem levar a problemas como vaginose bacteriana.

Além disso, como falamos acima, qualquer lubrificante à base de óleos não devem ser usados com preservativos

Ou seja, se você está contando com um preservativo para se proteger contra DSTs ou gravidez

Você não pode confiar 100% ao usar o óleo de coco, porque os preservativos de látex podem romper facilmente.

Como usar o óleo de coco na vagina

Não há pesquisas apuradas que falem sobre o uso de óleo de coco como lubrificante íntimo

Por esse motivo, você deve conversar com um(a) médico(a) antes de tentar qualquer tipo de tratamento – mesmo que seja natural. 

No entanto, vários estudos sugerem que o óleo de coco é seguro para uso na pele.

Porém, qualquer pessoa com alergia ou sensibilidade ao coco, ou ao óleo de coco, deve evitar o uso desses produtos!

Se você tem dúvidas se possui ou não alergia, pode ser útil fazer um teste antes de usar o óleo de coco… 

Para fazer isso, esfregue uma pequena quantidade de óleo de coco na pele do antebraço e espere 24 horas para ver se há uma reação...

Não use o óleo de coco se ele causar qualquer reação, como:

  • Coceira;
  • Vermelhidão;
  • Inchaço;
  • Irritação ou desconforto.

Para usar óleo de coco como lubrificante íntimo, basta aplicá-lo ao redor da abertura da vagina e na vulva

Também aplique o óleo no penis e em todos os objetos que forem introduzidos na vagina – mas, lembre-se, sempre com moderação! 

Óleo de coco tópico

Em geral, sabemos que é considerado seguro aplicar óleo de coco na vulva

No entanto, se você quiser usar óleo de coco internamente, converse com seu médico – ou médica – com antecedência.

Além disso, lembre-se de sempre fazer um teste antes de aplicar o óleo de coco na área vaginal

Basta esfregar uma pequena quantidade de óleo de coco no antebraço, e, se não houver nenhuma reação, é mais seguro usá-lo.

Não existe uma regra definida para a quantidade de óleo de coco que deve ser usada e com que frequência aplicá-la. 

Sendo assim, pegue uma quantidade que seja suficiente para espalhar na pele e não para se lambuzar, ok?

Óleo de coco oral

Você sabia que algumas mulheres também consomem óleo de coco para ajudar a combater outras coisas?

Como é o caso de infecções do trato urinário.

Além disso, é seguro incluir o óleo de coco na sua dieta!

O óleo de coco pode ser usado de diversas formas na cozinha, como no refogado, para grelhar carnes ou até mesmo na confecção de bolos e tortas.

Para isso, basta substituir a gordura que se usa habitualmente

Como o óleo de girassol, a manteiga ou o azeite por exemplo, por óleo de coco nas mesmas quantidades. 

É importante saber que o óleo de coco extravirgem não deve ser usado em frituras, porque queima em temperaturas mais baixas.

Além disso, não é recomendado consumir mais de uma colher de sopa por dia.

Isso porque cada colher de sopa de óleo contém 11 gramas de gordura saturada…

E, as recomendações atuais da American Heart Association são para não consumir mais do que 13 gramas de gordura saturada a cada dia.

Bebendo água de coco

O óleo de coco e a água de coco são duas coisas diferentes…

A água vem de dentro de um coco imaturo e você pode encontrá-la em muitos supermercados.

No entanto, assim como o óleo de coco, a água de coco pode ajudar a eliminar as bactérias… 

E também pode ajudar a aliviar a desidratação que piora os sintomas de secura vaginal.

O quanto você bebe vai depender de você, apenas fique atenta para manter sua contagem geral de calorias... 

Afinal, ao contrário da água normal, a água de coco contém calorias e nutrientes que contam para sua ingestão diária.

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.