3 livros que toda mulher deveria ler: conheça obras que vão mudar a sua vida

No dia do leitor (07 de janeiro), estamos aqui para celebrar a transformação que a leitura proporciona na vida de todas as pessoas. Nesse sentido, o artigo de hoje vai te mostrar três livros que toda mulher deveria ler — e que vão mudar a vida de qualquer pessoa. 

Por isso, siga a leitura e aprenda a transformação da leitura na sua vida!

Eu sei porque o pássaro canta na gaiola - Maya Angelou

Se você nunca leu este livro antes, faça-o imediatamente. Maya Angelou, escritora renomada em todo o mundo, escreveu sete obras (incríveis!) durante sua vida. 

O pássaro canta na gaiola é um livro de memórias angustiante que explora sua luta para romper as algemas da opressão racial e sexismo. Ao mesmo tempo que oferece uma crítica construtiva, a escritora também transmite uma mensagem de força e esperança para todas as mulheres. 

Por isso, esse é um dos clássicos livros que se você ler, certamente mudará a sua vida para sempre

Mulheres que correm com os lobos — Clarissa Pinkola Estés

Um dos clássicos modernos, “Mulheres que correm com os lobos” é um estudo sobre o arquétipo da mulher selvagem ao longo de décadas. Na obra, a escritora Clarissa Pinkola Estés nos mostra como a visão da figura feminina foi moldada por indivíduos que as limitam. 

Nesse contexto, se você é uma pessoa que adora entender como os estereótipos são adquiridos na sociedade atual, esse é um livro obrigatório que, definitivamente, irá mudar a sua visão do mundo. Além de ser uma obra repleta de informações fascinantes. 

A hora da estrela — Clarice Lispector

Uma das obras mais famosas da renomada escritora Ucrânia-brasileira, “A hora da estrela” é um livro obrigatório para todas as pessoas, mas, especialmente para as jovens mulheres que estão atrás de descobrir o seu propósito de vida. 

Com uma história em torno da jovem Macabéa, Clarice consegue refletir os sentimentos, ambições, medos e desejos das mulheres da época. Além de ser um reflexo das jovens mulheres do século XXI, com grandes sonhos e sem medo de conquistá-los

Com poucas páginas, uma história cativante e um final surpreendente, que faz jus ao título da obra, Clarice presenteou-nos com um dos livros fundamentais que toda mulher moderna deveria ler. Isso porque, Macabéa, a protagonista da obra, é a representação clara da mulher sonhadora.

Escritoras brasileiras que toda mulher deveria ler

Agora que você conhece as obras que toda mulher deveria ler, vamos te apresentar algumas escritoras fundamentais para o crescimento literário de qualquer mulher. Confira:

Carolina Maria de Jesus

Provavelmente uma das autoras mais famosas do Brasil, Carolina Maria de Jesus viveu em São Paulo e é mais conhecida por seu diário publicado, “Quarto de Despejo”, que saiu em 1960.

O livro enfoca as condições nas favelas e a incapacidade dos moradores para subir na sociedade por causa da profundidade da pobreza e da dívida. 

Este trabalho continua sendo o único documento publicado em inglês por um brasileiro que orgulhosamente viveu nas favelas e se tornou o livro de maior sucesso na história editorial brasileira.

Originalmente escrito na linguagem acessível de uma mulher pobre e que ascendeu na vida, seu diário foi traduzido para 13 línguas e se tornou um campeão de vendas em todo o mundo

Cecília Meireles

Nascida em 1901 no Rio de Janeiro, Cecília Benevides de Carvalho Meireles publicou seu primeiro livro aos 18 anos e revolucionou a literatura no Brasil.

“Espectros” inclui 17 sonetos centrados principalmente em temas e personagens históricos e mitológicos, incluindo Sansão e Dalila, Cleópatra e Maria Antonieta. No total, ela publicou 50 obras e é conhecida como a pioneira na literatura escrita por mulheres no Brasil.

Conceição Evaristo

Conceição Evaristo é mineira, mas formou-se em uma universidade do Rio de Janeiro. Publicou poemas, ensaios e romances que dialogam com os movimentos sociais e as vivências da mulher negra no Brasil

Ela fez sua primeira aparição na literatura na década de 1990 como parte de uma antologia e mais tarde escreveu suas próprias obras. Seu primeiro livro, Ponciá Vicêncio (2003), conta a história da protagonista em sua passagem do campo para a cidade grande. 

Sua obra mais conhecida é Olhos d 'Água (2014) em que discute de forma direta e brilhante a pobreza e a violência urbana que contextualiza a população afro-brasileira.

Nessas obras completamente diferentes escritas por mulheres vindas de diferentes partes do mundo, há um grito silencioso pelo qual elas estão gritando — o grito por escolha de existir .

O poder dos livros é imenso, hoje eles estão vindo de nós para você. Assim, uma vez que você se mova ao lê-los, eles viajarão para os lugares transformadores.

Faça-os viajar para os lugares mais profundos que puder e abrace o poder da leitura.

Por fim, antes de você ir, te convidamos a acessar o blog da Fleurity e ler vários conteúdos escritos com muito carinho para pessoas que menstruam ficarem informadas. 

Até o próximo artigo!

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.