Menstruação é sinal de fraqueza: por quê?

“A mulher é o sexo frágil”. “A rivalidade feminina é uma realidade”. "A menstruação é suja”. Soa no mínimo estranho ao ler, não é mesmo?

Só que essas e muitas outras frases ainda são ditas e vividas em nossa sociedade, apesar dos importantes passos já dados pela igualdade de gênero e fortalecimento da mulher na sociedade. Na busca pelo autoconhecimento e pela sororidade, a menstruação tem se tornado um símbolo da união feminina a partir do que representa toda a sua potência. 

A proposta é deixar para trás a ideia de que a menstruação pode significar uma fraqueza e abraçar o fenômeno natural como um sagrado feminino. 

Que tal entender melhor toda essa construção e a forma como podemos nos desvincular de uma vez por todas dos tabus em torno da menstruação? 

O blog da Fleurity reuniu aqui tudo o que você precisa saber para compreender como os conceitos da menstruação foram construídos, para conseguirmos ressignificá-los. Confira! 

O que é a menstruação? 

Do ponto de vista biológico, a menstruação é um fenômeno natural que geralmente acontece com as mulheres com idades entre 13 e 50 anos. 

Durante o período menstrual, que de forma geral acontece mensalmente no caso de mulheres não grávidas, ocorre um fluxo sanguíneo mais ou menos intenso para a eliminação pela vagina da mucosa uterina. Isso acontece porque o sistema reprodutor feminino se prepara constantemente para a fecundação de um óvulo e, consequentemente, desenvolvimento de uma gestação. 

Quando isso não ocorre, a estrutura preparada pelo útero para o recebimento do óvulo fecundado não é mais necessária. A menstruação libera, então, o revestimento do útero durante esse período de fluxo menstrual. 

Apesar de não ser uma regra, é comum encontrar mulheres que sentem alguns desconfortos físicos e emocionais durante a menstruação, como cólicas, cansaço e dores nas pernas. Além de algumas outras, devido à variações hormonais, terem sintomas relacionados à TPM antecedendo à menstruação.   

Algumas pessoas podem relacionar esses sintomas ao fato de, historicamente, a menstruação estar relacionada a uma fraqueza feminina. No entanto, ao olhar mais profundamente é possível perceber que essa construção vai muito além de questões físicas. 

Seja por uma ligação religiosa direta ou por traços culturais, a menstruação foi e é entendida de maneiras diferentes ao redor do mundo - o que por muitas vezes traz uma carga negativa a essa característica física feminina, explicando os tabus em torno dela. 

A menstruação pelo mundo: 

  • Japão: na cultura popular do país oriental, acredita-se que a menstruação afeta o gosto do alimento quando a mulher o prepara estando em seu período menstrual.
  • África do Sul: em alguns lugares a menstruação é vista como um motivo de vergonha e, durante o período menstrual, as mulheres não devem entrar em templos religiosos ou tocar em imagens sagradas por serem vistas como impuras quando estão menstruadas. 
  • Amazônia: historicamente algumas culturas indígenas acreditam que mulheres menstruadas são capazes de causar azar apenas por tocar objetos como os instrumentos usados pelos homens para caçar. 
  • Nepal: no país asiático a menstruação é considerada um símbolo de impureza, entendimento que, segundo especialistas, teve origem no hinduísmo - religião que domina a região.
  • Afeganistão: a cultura do país tem em sua concepção histórica que as mulheres podem se tornar inférteis se tomarem banho durante período menstrual.
  • Filipinas: já nas Filipinas, as mulheres não poderiam tomar banho estando menstruadas, mas por outro motivo: o contato com a água faria com que o sangue “subisse à cabeça”, causando loucura. 

Lembrando, claro, que são entendimentos históricos e que as crenças mudaram ao longo do tempo - muito também por força do empoderamento feminino, que vem posicionando a menstruação como um símbolo de toda a sua força individual e como um elo da união de forma coletiva. 

Como lidar melhor com a menstruação

Agora que ficou mais claro o enorme poder da menstruação enquanto símbolo feminino, é importante também falar do período menstrual de forma prática para ajudar àquelas que precisam de recursos para reduzir desconfortos e conviver melhor com o seu fluxo sanguíneo.

Dicas de como reduzir desconfortos no período menstrual:  

  • Cólicas: a primeira coisa a saber é que a intensidade da cólica tem relação principalmente com o volume do fluxo menstrual. Quanto mais sangue expelido, maior a quantidade de cólicas pelas construções feitas pelo útero. Uma ótima alternativa para reduzir os desconfortos, evitando tomar analgésicos, são as bolsas térmicas feitas com sementes que podem ser utilizadas quentes para aliviar as cólicas. 
  • Alergia aos absorventes: ao longo da vida, muitas mulheres acabam desenvolvendo uma alergia pelo uso de absorventes descartáveis, gerando coceira e feridas na região vaginal. Nesses casos, uma boa saída é o uso de coletores menstruais produzidos com materiais livres de toxinas. Além disso, o uso dos coletores ou discos menstruais permite um contato mais próximo à menstruação de fato, permitindo um maior entendimento sobre ela - incluindo qual o volume do fluxo, cor e odor real. 
  • Tensão pré-menstrual: algumas mais, outras menos, mas é um fato: grande parte das mulheres sente algum sintoma durante o período pré-menstrual. De acordo com um estudo realizado pelo Ministério da Saúde, mais de 80% das mulheres sentem pelo menos um sintoma na TPM. Os efeitos podem variar, sendo importante entender os reflexos físicos e emocionais sentidos. Dentro do possível tente ter mais momentos de relaxamento, pratique exercícios leves e que sejam prazerosos e busque uma alimentação saudável. 

Livros e podcasts sobre autoconhecimento feminino 

Para quem quer continuar se aprofundando sobre o tema, uma ótima maneira são livros que tratam sobre o autoconhecimento feminino e as relações históricas que nos ajudam a compreender melhor como o entendimento da figura feminina foi construída. 

Livros: 

Para quem é ouvinte de podcasts, existem também canais que se debruçam sobre o tema e entregam episódios interessantes para darmos novos passos na direção do empoderamento feminino, deixando para trás os tabus. 

Podcasts: 

Seja sobre a menstruação ou qualquer outro tabu a ser superado, o que fica é o acolhimento - seja de nós mesmas, do coletivo ou do nosso corpo, entendendo que a natureza é sábia e cada coisa funciona como deve funcionar. 

E é para te ajudar a conviver cada vez melhor com o seu corpo que a Fleurity se dedica a trazer sempre novos conteúdos com dicas sobre a saúde feminina, sexualidade e autoconhecimento

Através do blog você pode saber mais sobre e muitos outros temas que vão fazer a diferença no seu dia a dia. Confira!

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.