Mulheres multitarefas: conheça a síndrome de burnout e o impacto na vida das mulheres

Se sentir cansada após uma semana intensa de trabalho não costuma ser preocupante

No entanto, é preciso estar atenta aos sinais que o corpo dá, pois exaustão e estresse em excesso podem indicar a Síndrome de Burnout.

A Síndrome de Burnout não é uma condição médica ou uma doença, mas afeta um grande número de pessoas.

Não é incomum que as mulheres, com uma infinidade de papéis e responsabilidades profissionais e pessoais, não reconheçam os primeiros sinais de esgotamento. 

Sendo assim, no conteúdo de hoje, vamos falar tudo sobre a Síndrome de Burnout, o que é, quais os sintomas, diagnóstico e o que fazer.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura amiga!

O que é Síndrome de Burnout?

Podemos dizer que é normal o esgotamento quando estamos cansadas ​​do trabalho ou sobrecarregadas por um grande projeto...

Mas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o burnout é uma síndrome específica

Infelizmente, ela se torna resultante do “estresse crônico no local de trabalho que não foi gerenciado com sucesso”. 

Os sintomas de burnout incluem exaustão, negatividade e a redução da eficácia profissional.

Uma pesquisa da Gallup de 2018 revelou que 23% dos funcionários relataram estar esgotados com frequência…

Enquanto 44% relataram se sentirem esgotados às vezes.

Ou seja, como podemos ver, o desgaste do trabalho é comum…

No entanto, esse desgaste deve ser investigado por um profissional, justamente para evitar que evolua para a Síndrome de Burnout.

Por que as mulheres sofrem mais com a Síndrome de Burnout?

O desequilíbrio entre vida profissional e pessoal é suficiente para causar estresse em qualquer pessoa

No entanto, esse fenômeno do esgotamento costuma afetar as mulheres desproporcionalmente por três razões.

Em primeiro lugar, as mulheres ainda lutam por igualdade de tratamento no trabalho

Sim, avançamos muito na igualdade no local de trabalho, mas ainda há grandes disparidades de oportunidades e salários.

O segundo fato é que se sentir "invisível'' apresenta outro fator que contribui para o esgotamento das mulheres… 

Uma pesquisa demonstrou que as mulheres recebem menos crédito por ideias e contribuições no local de trabalho do que os homens. 

Por último, as mulheres ainda estão sobrecarregadas com grande parte do trabalho físico e emocional de administrar as famílias.

Não se engane que esse esforço doméstico, embora muitas vezes invisível e frustrantemente difícil de medir, é emocional e fisicamente desgastante.

Tudo isso contribui para o esgotamento e contribui para que as mulheres experimentem o esgotamento mais rapidamente do que os homens.

Quais são os sintomas da Síndrome de Burnout?

Quando a pessoa começa a se sentir em um estado constante de estresse e frustração, pode ser o sinal de que algo está errado… 

Principalmente, se esses sentimentos vierem acompanhados de um sentimento de exaustão físico e emocional…

Além disso, é comum que a Síndrome de Burnout desperte a percepção de que você não está sendo eficiente ou gerando os resultados que costumava gerar.

Como consequência desses sintomas, a pessoa passa a ter dificuldade em administrar todas as responsabilidades do seu dia a dia

Seja elas profissionais ou pessoais.

Infelizmente, quando a mulher se encontra nesse estado, continuar e esperar que a situação passe sozinha não é o indicado…

Pelo contrário, é importante parar e procurar fazer algo para a sua saúde física e mental.

Então, você pode estar se perguntando: “como saber se estou física e emocionalmente exausta?”

O Ministério da Saúde lista os principais sintomas da síndrome de burnout:

  • Cansaço excessivo, físico e mental;
  • Dor de cabeça frequente;
  • Alterações no apetite;
  • Insônia;
  • Ansiedade;
  • Dificuldades de concentração;
  • Sentimentos de fracasso e insegurança;
  • Negatividade constante;
  • Sentimentos de derrota e desesperança;
  • Sentimentos de incompetência;
  • Alterações repentinas de humor;
  • Isolamento;
  • Fadiga;
  • Pressão alta;
  • Dores musculares;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Alteração nos batimentos cardíacos.

O estresse que provoca a síndrome pode estar diretamente relacionado ao seu trabalho…

No entanto, outros traços de personalidade ou estilo de vida podem contribuir… 

O perfeccionismo e pessimismo são alguns dos exemplos que podem agravar o quadro.

Qual a diferença entre a Síndrome de Burnout e a Depressão?

Alguns sintomas da Síndrome de Burnout também podem indicar depressão, como exaustão, desânimo e baixa produtividade

Por esse motivo, o diagnóstico deve ser feito por um profissional, pois pode ser mais complexo.

O profissional da saúde – que pode ser um terapeuta ou psiquiatra – geralmente identifica os três principais sintomas…

Sendo eles: exaustão, menor identificação com o trabalho e sensação de redução de capacidade profissional…

Além de procurar saber se os outros sintomas citados antes estão relacionados ao trabalho.

Na depressão, pensamentos e sentimentos negativos costumam estar ligados a todos os âmbitos da vida

E muitas vezes, o quadro depressivo pode, inclusive, ser inicialmente provocado pela Síndrome de Burnout.

O que fazer para evitar a Síndrome de Burnout?

Confira abaixo algumas ações importantes para evitar que o esgotamento no trabalho evolua para a Síndrome de Burnout:

Saiba como identificar precocemente os sinais de alerta

As mulheres geralmente possuem um alto nível de crítica interna…

E, a cobrança para trabalhar duro pode ser alguns dos primeiros sinais de esgotamento

Temos a tendência de ignorar os problemas de sono, raiva, humor e nos esforçar mais para cumprir os prazos…

E quando isso apresenta um impacto negativo na vida profissional e pessoal, é o momento de parar e aliviar a carga.

Procure o suporte adequado

Aprender a pedir ajuda de familiares, amigos, colegas de confiança, profissionais de saúde mental pode não ser fácil

Ainda mais quando a mulher sempre teve o costume de gerenciar suas trajetórias de carreira com desenvoltura…

Nesse momento, muitas podem sentir que é um retrocesso pedir ajuda ou até mesmo desenvolver o esgotamento físico e emocional.

No entanto, é importante procurar um profissional para ter o apoio emocional adequado para lidar com as mudanças necessárias

Por exemplo, impor limites no trabalho, melhorar o autocuidado e a necessidade de conexões sociais.

Aprenda a não comprometer sua saúde:

Um caminho simples é buscar o autocuidado, apreciar as habilidades, reconhecer as limitações

Isso não significa que “estamos fracassando”, mas significa que estamos praticando o autoconhecimento e o autocuidado.

Além disso, mudanças básicas, como, ter uma boa noite de sono, alimentação saudável e praticar exercícios regularmente são fundamentais para a saúde física e emocional.

Pode ser interessante também tirar férias, fazer pausas curtas e tirar fins de semana prolongados para se recuperar do esgotamento.

As mulheres podem dar permissão a si mesmas para desfrutar a vida em todas as suas dimensões dentro e fora do trabalho.

Faça meditação

A meditação faz com que você foque no presente, não permitindo que os pensamentos negativos tomem conta da sua mente…

Ou seja, a meditação te ajuda a manter o equilíbrio entre o seu corpo e a sua mente

Devolvendo a calma e afastando os pensamentos ruins!

Estudos de Harvard mostram que a meditação além de promover o autoconhecimento, também traz benefícios contra uma série de condições, como a ansiedade, depressão e o estresse!

Ou seja, a meditação pode ser muito eficiente para as mulheres que enfrentam estresse diário no local de trabalho.

E não é só isso, viu?

A meditação também ajuda a aliviar a cólica e outros sintomas da TPM!

Confira os inúmeros benefícios que a meditação proporciona para a nossa saúde física e emocional, como:

  • Reduz a ansiedade, depressão e o estresse;
  • Melhora o sistema imunológico;
  • Promove o autoconhecimento;
  • Aumenta o foco e a concentração;
  • Fortalece a memória;
  • Aumenta a autoestima;
  • Promove o autocuidado e amor próprio;
  • Amplia as emoções positivas.

Viu só? A meditação é m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a!

Se você também quer conferir como praticar a meditação, separamos um conteúdo especial para você descobrir…

Vem conferir: Novo Significado de TPM (Tempo para Mim)

Faça terapia

Buscar uma terapia é um ato corajoso e pode ser muito útil para te ajudar a compreender suas emoções. 

A ajuda profissional irá te auxiliar para saber gerir suas emoções e encontrar soluções para o sofrimento emocional.

A terapia ou psicoterapia também é indicada para aprender a gerir suas emoções, e praticar autoconhecimento e autocuidado…

Entender e praticá-los irá te ajudar a enfrentar suas dificuldades da melhor forma!

Então, não pense que a função do psicólogo é apenas atender casos de depressão profunda ou outras condições psicológicas, viu?

Além dos transtornos psicológicos, a terapia aborda diversos assuntos, como:

  • Término de relacionamento;
  • Problemas financeiros;
  • Problemas na vida profissional;
  • Conflitos familiares;
  • Processo de luto;
  • Inseguranças, seja no trabalho ou em relação a aparência.

Cuide sempre do seu emocional, e, se as coisas estiverem difíceis, não tenha medo de buscar ajuda profissional!

Bom, chegamos ao fim de mais um conteúdo recheado de curiosidades e informações aqui no Blog da Fleurity!

Esperamos que você tenha gostado e todas as suas dúvidas tenham sido esclarecidas.

Caso você ainda não siga a Fleurity Brasil no Instagram, corre para seguir! Sabe por quê?

Lá no Instagram postamos conteúdos todos os dias no feed e nos stories, abordando assuntos como saúde feminina, menstruação, sustentabilidade e muuuito mais.

Logo retornaremos com mais artigos cheios de informações educativas e relevantes para você. Até breve!

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.