9 dicas de como tirar mancha de calcinha

Você comprou uma linda e confortável calcinha. Pouco tempo depois, se deparou com a peça manchada por um corrimento vaginal. Difícil encontrar alguma mulher que nunca tenha passado pela situação, sem saber como remover a mancha. 

É o seu caso? Fique tranquila e saiba que é possível recuperar a peça com algumas recomendações fáceis. 

Reunimos aqui 8 dicas de como tirar a mancha da calcinha, além de informações importantes para te ajudar a entender melhor os fluidos vaginais naturais e o que pode ser um corrimento que merece uma atenção extra. Confira agora! 

Dicas para tirar mancha da calcinha

1. Verifique o tipo de mancha

O primeiro ponto importante a ser observado é o tipo de mancha encontrada na calcinha, principalmente se ela já está seca ou se ainda está úmida. Isso pelo fato de ser muito mais simples retirar a mancha quando o corrimento ainda não secou junto ao tecido. 

O fato de ser um corrimento claro ou de ser menstruação também vai fazer a diferença na forma como a peça deve ser lavada para que a mancha seja retirada. 

2. Lavar no banho

Considerando a dica número 1, já é possível entender o motivo de muitas mulheres lavarem a calcinha ainda no banho. Isso evita que o corrimento seque e se torne mais trabalhoso retirar a mancha da peça. 

Dessa forma, se você retirou a calcinha e percebeu um corrimento no fundo da peça, tente lavar imediatamente - no banho ou logo após dele - para evitar que a mancha fique seca. 

3. Coloque de molho

Já foi possível perceber como ter a peça úmida ajuda na retirada da mancha, não é mesmo? Por isso, caso o local do corrimento já esteja seco, o melhor caminho é deixar a peça de molho em água fria ou morna antes de esfregar a região afetada. Meia hora de molho geralmente é o suficiente. 

4. Bicarbonato de sódio

Ao deixar de molho, uma boa opção é incluir na água também uma pequena quantidade de bicarbonato de sódio. Mantenha a peça na mistura por cerca de meia hora e, depois, esfregue a mancha e lave em água corrente. 

5. Sabão de coco

Se a peça é mais delicada, a calcinha é de uma cor clara e a mancha não é escura, deixar a peça de molho com água 

morna e sabão de coco deve ser suficiente para retirar o corrimento da calcinha. Depois de meia hora, esfregue o local, lave com água corrente e deixe secar. 

6. Água oxigenada em peças claras

No caso das peças claras, se o molho com água morna e sabão de coco não for o suficiente, uma alternativa é incluir água oxigenada na mistura. Deixe a peça novamente de molho para o produto agir na mancha e ajudar a removê-la. 

7. Vinagre de vinho branco para peças coloridas

Agora, se o corrimento aconteceu e manchou uma calcinha colorida, a água oxigenada não é uma boa opção pela possibilidade de manchar ainda mais a peça. 

Nesses casos, opte por incluir um pouco de vinagre branco na água em que a calcinha vai ficar de molho. O produto não tem cheiro e vai ajudar a remover a mancha. 

Deixe por um tempo, enxágue com água corrente e leve para secar, no sol ou na sombra. É interessante saber que as calcinhas pretas podem perder a cor ao secar no sol, sendo interessante, portanto, evitar nesses casos.

8. Analisar a etiqueta

Seja qual for o produto escolhido para retirar a mancha, é sempre importante observar a etiqueta da calcinha para conferir as instruções de lavagem. Em alguns casos, o fabricante sugere que determinados produtos sejam evitados para garantir a integridade da peça. 

9. Manchas de menstruação

Se a mancha não foi causada por um corrimento e, sim, pela menstruação que vazou na calcinha, uma forma de limpar a mancha é colocar um pouco de água oxigenada sobre a superfície suja. O produto ajuda a retirar a mancha, mas é indicado que seja usado em peças claras, já que pode desbotar lingeries coloridas.

Agora, se o seu caso são as manchas de menstruação causadas por algum vazamento, uma ótima opção para evitá-las é trocar os absorventes tradicionais pelas calcinhas menstruais - que são preparadas para conter a menstruação de acordo com o fluxo de cada mulher. 

A Fleurity conta com várias opções disponíveis, no modelo normal e tanga, que oferecem a segurança e tranquilidade que a mulher precisa no período menstrual.

É normal ter corrimento? 

Percebeu que é possível retirar a mancha e ter a calcinha como nova mais uma vez, certo? Agora, se o corrimento aconteceu e, principalmente, está recorrente, é importante entender mais a fundo sobre ele. 

Antes de mais nada, é fundamental saber que, de forma geral, os fluidos femininos são normais e variam, principalmente, de acordo com o período fértil de cada mulher. Ou seja, nem todo corrimento é um sinal de algum problema de saúde.

Quando está relacionada à ovulação, o fluido costuma ser branco e sem cheiro - podendo ficar levemente amarelado ao ter contato com o ar. Tecnicamente chamado de muco cervical, e também conhecido como fluido cervical, esse tipo de corrimento geralmente acontece antes e/ou durante a menstruação. 

Em outros casos, os corrimentos podem, sim, serem considerados sintomas. Caso o corrimento apresente cor escura (marrom, cinza ou amarelada) e se vier acompanhado de coceira, mau-cheiro, ardor ou dor ao urinar é importante procurar a opinião de um especialista. Nesses casos, o corrimento pode ser um sintoma de problemas como a vaginose bacteriana ou candidíase.

A depender do tipo de corrimento, além de possíveis outros sintomas relacionados, o médico ginecologista poderá indicar o tratamento mais apropriado. 

Lembrando que é sempre fundamental, acima de qualquer tabu, entender o funcionamento do nosso corpo e seus fluidos naturais. Apenas assim é possível identificar quando surge algum corrimento diferente. 

Como evitar o corrimento

  • Não usar protetor diário, que pode alterar o pH natural da vagina e facilitar a proliferação de bactérias prejudiciais à saúde da mulher, 
  • O uso de antibióticos por períodos prolongados também pode causar o desequilíbrio da flora vaginal e consequente corrimento,
  • Evitar o uso frequente de lenços umedecidos na vagina, 
  • Utilizar preservativo em todas as relações sexuais,
  • Dormir sem calcinha pode favorecer, ao reduzir a umidade do local,
  • Trocar os absorventes tradicionais pelos coletores ou calcinhas menstruais.

Ficou interessada em conhecer melhor as alternativas para largar os absorventes tradicionais de uma vez por todas?

No blog da Fleurity você pode conferir todas as vantagens dos coletores, discos e calcinhas menstruais, que vão te ajudar no caminho pelo autoconhecimento, favorecer o equilíbrio do pH vaginal, e de quebra ainda fazer bem ao meio ambiente!

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.