Anorgasmia: sua dificuldade de alcançar o orgasmo pode ter um culpado!

Anorgasmia: sua dificuldade de alcançar o orgasmo pode ter um culpado!

Você sabia que só 3 a cada 10 mulheres atingem o orgasmo durante o sexo? O número é tão pequeno que o orgasmo feminino parece mais uma lenda urbana do que uma realidade.

Isso pode estar relacionado a diversas causas, como o tabu sobre o corpo das mulheres e sobre a masturbação feminina. Mas, em alguns casos, o vilão do seu orgasmo pode ter um nome específico: a anorgasmia.

Quer saber o que é isso e como driblar a situação e atingir o ápice do prazer na sua próxima transa? Então, continue a leitura!

Antes de tudo: você sabe o que é um orgasmo (de verdade)?

O orgasmo é a liberação da tensão sexual acumulada no corpo. A sensação pode durar entre 5 a 15 segundos e promover a liberação de substâncias como endorfina e dopamina, também conhecidas como “hormônios da felicidade”.

Ao contrário do que muita gente pensa, orgasmo e prazer não são a mesma coisa. Isso porque o prazer é uma interpretação emocional positiva que fazemos de uma experiência. Uma situação pode ser prazerosa quando você quer que ela aconteça e não prazerosa quando não é aquilo que você queria.

Quando você está com muita vontade de comer um chocolate e finalmente come, por exemplo, é um momento prazeroso. Quando você está com muita vontade de comer um salgado e recebe um chocolate, nem tanto.

o orgasmo é uma resposta fisiológica do corpo para liberação da tensão sexual. E, acredite, ele pode acontecer mesmo quando você não quer, como durante exercícios físicos e até nos casos de abuso sexual.

Então, existe orgasmo sem prazer e existe muito prazer sem necessariamente chegar ao orgasmo. Mas é claro que é sempre melhor quando os dois caminham juntos!

👉 Veja também: Manual para o orgasmo durante a menstruação

Como funciona o orgasmo da mulher?

Na maioria das vezes, o orgasmo da mulher acontece a partir de uma tensão no corpo inteiro, contração dos músculos do assoalho pélvico, respiração acelerada e a necessidade inconsciente de fechar as pernas como forma de pressionar o clitórios. Tudo isso seguido de um profundo relaxamento.

Você chega no pico da tensão sexual e então libera tudo de uma vez. 

Cada mulher reage a esse processo de uma forma. Algumas gemem, outras apertam o parceiro ou a parceira, outras podem até entrar em uma espécie de transe. Essa é uma reação muito individual.

Também é normal que aconteça uma liberação de fluidos quando a mulher chega ao orgasmo, o que pode ser uma lubrificação vaginal mais intensa ou uma ejaculação feminina. Mas isso não é obrigatório, é totalmente possível chegar ao orgasmo sem ejacular.

O que é a anorgasmia?

A anorgasmia é a condição clínica que causa dificuldade ou incapacidade de chegar ao orgasmo mesmo com estimulação sexual com intensidade e duração adequadas.

Ou seja, você pode estar em uma transa ótima, seu parceiro ou sua parceira pode fazer tudo exatamente como você gosta e, ainda assim, pode não acontecer um orgasmo. E só existe um culpado nessa história: a anorgasmia!

Geralmente, existem quatro tipos de anorgasmia:

  • Anorgasmia primária: quando a mulher nunca teve a experiência do orgasmo;
  • Anorgasmia secundária: quando a mulher tinha orgasmos, mas parou de ter;
  • Anorgasmia situacional: quando a mulher só tem orgasmos em situações específicas, como no sexo oral;
  • Anorgasmia generalizada: quando a mulher não consegue chegar ao orgasmo em nenhuma situação.

O diagnóstico de cada caso é feito por um profissional especializado a partir do histórico clínico e sexual de cada paciente. Por isso, se você acha que esse pode ser o seu caso, não tenha vergonha de procurar um especialista!

👉 Veja também: Saiba como chegar ao orgasmo com sexo vaginal

Homem também tem anorgasmia?

Apesar de ser menos comum do que em mulheres, homens também podem sofrer de anorgasmia e ter dificuldades para alcançar o orgasmo sozinho ou durante as relações sexuais a dois.

Nesse caso, o quadro pode ser causado por fatores físicos, como uma cirurgia na próstata; ou por fatores psicológicos, como no caso de violência sexual ou pressão externa para consumar a relação.

O que pode causar a dificuldade de alcançar o orgasmo?

Os motivos para não conseguir alcançar o orgasmo (anorgasmia) podem ser físicos, psicológicos, emocionais ou mesmo hormonais em homens e mulheres.

No geral, as principais causas para a situação são:

  • Diabetes;
  • Esclerose múltipla;
  • Medicamentos para controlar pressão alta;
  • Cirurgias ginecológicas;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Envelhecimento;
  • Doenças que afetam a saúde reprodutiva;
  • Tabus religiosos;
  • Histórico de violência sexual;
  • Baixa autoestima;
  • Problemas no relacionamento.

Além disso, a falta de conhecimento sobre o próprio corpo também pode atrapalhar (e muito!) na hora de chegar ao orgasmo. Por isso, chega de vergonha e se toca, mana!

👉 Veja também: Descubra como encontrar o ponto G da mulher

Existe tratamento para a anorgasmia?

Sim, existe tratamento para a anorgasmia feminina. O processo para tratar o quadro vai depender do que o causou, podendo variar entre medicamentos, acompanhamento psicológico ou terapias especializadas.

Quando a dificuldade de chegar ao orgasmo é causada por condições médicas, por exemplo, o primeiro passo é tratar esses problemas ou fazer a substituição de medicamentos que possam estar interferindo no desempenho sexual.

Já quando a questão são fatores psicológicos ou emocionais (o que acontece na maioria dos casos), a melhor opção para lidar com a situação é recorrer ao acompanhamento psicológico e a terapias especializadas, como a terapia de casal ou a terapia sexual.

Mas, além disso, o principal tratamento para a anorgasmia é transar com liberdade

Cada orgasmo é único: viva o seu!

Conheça seu próprio corpo, suas próprias expressões, seus próprios movimentos corporais quando está no ápice do prazer e liberte-se do que os filmes nos ensinaram sobre o que deve ser o orgasmo. 

Acreditar que os orgasmos com gritos e gemidos de prazer são a única forma de “chegar lá” é o que faz com que muitas mulheres criem o hábito de fingir orgasmos. Mas não precisa ser assim.

Enquanto você performa, pode ser que esteja sentindo um orgasmo de verdade e nem perceba porque está preocupada em interpretar algo que viu nos filmes e que não necessariamente vai acontecer em toda transa.

Viva a sua própria experiência!

Precisa de uma mãozinha para explorar a sua sexualidade? Conte com a Fleurity nessa jornada! Clique aqui para acessar o blog da Fleu e descubra os segredos para alcançar toda a potência sexual do seu corpo. Até lá! ❤️

Voltar para o blog