Escolhendo a calcinha certa para você! Veja o passo a passo completo

Escolhendo a calcinha certa para você! Veja o passo a passo completo

Eis uma peça de roupa que acompanha a mulher a vida inteira, exceto por um curto período de tempo, quando sua única preocupação é descobrir o mundo de pés descalços e fraldas: a calcinha

Por esse motivo, a Fleurtiy preparou um conteúdo completo para você,  com os cinco principais tipos de modelagem que existem no mercado, bem como a peça íntima mais inovadora do rolê: a calcinha absorvente. Além disso, você vai poder conferir qual o modelo ideal para cada ocasião. 

Calcinha tanga

Certo que, antes mesmo de pensar em peças íntimas, você já estava vestindo uma calcinha tanga. Afinal, é a peça mais clássica do vestuário feminino e pode ser encontrada em qualquer fast fashion. Isto é, você não encontrará apenas em lojas de lingerie. 

A modelagem da calcinha tanga costuma ser caracterizada por uma cintura baixa e laterais finas em relação a parte de trás, que é maior. O modelo é considerado o mais adequado para o dia a dia

Calcinha string

Já a calcinha string lembra o modelo tanga, no entanto, suas laterais são extremamente finas, podem possuir regulagens, e tanto a parte da frente quanto a de trás possuem quase a mesma medida. 

Quando fabricadas com detalhes em renda e cores provocantes, tornam-se perfeitas para ocasiões especiais. Aquelas que você deseja valorizar o quadril e as curvas do seu corpo, seja para impressionar a você mesma ou o seu parceiro ou parceira. Inclusive, muitas calcinhas string também são fio dental. 

Portanto, já sabe, não é mesmo? Se você deseja causar, vá de string. Até porque, no quesito conforto, não são as mais indicadas, sobretudo porque as laterais podem gerar certo desconforto. 

Calcinha fio dental

Falando de fio dental, chegamos em outro modelo clássico que dispensa apresentações. Com laterais que lembram as string, pequenas na parte da frente e ainda menores na parte de trás, as calcinhas fio dental são perfeitas quando o intuito é sentir-se atraente.

Além disso, por possuírem pouquíssimo tecido, elas costumam não marcar a roupa de cima. Logo, podem ser utilizadas, sem maiores preocupações com peças mais justas.

Calcinha sem costura

Calcinha sem costura é sinônimo de conforto. Isso porque, como o nome sugere, a peça não possui costura no cós, tampouco entre as pernas, e foi fabricada com o objetivo de não marcar o tecido da peça de cima.

Calcinha caleçon

Em francês, caleçon significa “roupa de baixo” e faz todo o sentido para utilizá-la em baixo de saias ou vestidos por lembrar uma cueca box e, dependendo do modelo, até um shorts. Por possuir cintura alta e laterais largas, cobre todo o quadril e, além disso, as nádegas, o que pode torná-la ideal para mulheres que praticam esportes

“No entanto, a calcinha caleçon não é a melhor opção caso as peças de cima sejam muito justas, uma vez que ela pode marcar o tecido”, de acordo com a Inside Store.

Calcinha absorvente

Como você pode perceber acima, há calcinhas para praticamente todos os tipos de ocasião. No entanto, faltava uma para acolher as mulheres quando elas estão menstruadas, óbvio. É por isso que a Fleurity colocou no mercado uma calcinha absorvente, também conhecida como calcinha menstrual, perfeita para mulheres que possuem um fluxo moderado. 

A parte que fica em contato com a vulva possui dupla camada absorvente, devidamente certificadas e recomendadas por ginecologistas. Já o resto da calcinha é de malha modal antimicrobiana, respirável e impermeável evitando, assim, possíveis vazamentos. 

Ou seja, além de sentir-se segura durante o ciclo menstrual, você ainda reduz a produção de lixo orgânico ao economizar com absorventes. Mais informações? Leia: calcinha absorvente: opção perfeita para o período menstrual

Priorize a sua saúde íntima

Depois de mencionar os tipos de calcinhas que existem, está na hora de levar em consideração a sua saúde íntima. Para tanto, você precisa pensar, não apenas na modelagem e, sim, no tecido, para os dias que não possuem ocasiões especiais. Ou seja, quando a prioridade é: sentir-se confortável.

Calcinha de algodão

Nesse sentido, a calcinha de algodão está no primeiro lugar do pódio entre as recomendações médicas. Isso porque, além de ser um material confortável, que não causa irritabilidade em peles sensíveis, ele auxilia na ventilação da vagina e absorve a transpiração. A calcinha modal também é uma boa opção.

As vantagens da calcinha de algodão são tantas que, por vezes, peças feitas com outros materiais sintéticos “contam com um forro, localizado na parte íntima, feito de tecido 100% algodão. Somente essa característica já ajuda na questão da sensibilidade”, aponta o blog Recco.

E calcinha apertada, pode?

Além de serem desconfortáveis, as calcinhas muito apertadas podem comprimir os vasos linfáticos, favorecendo a celulite, além de aumentar a transpiração da região, por conta do abafamento. 

Além disso, com o tempo, a calcinha apertada pode moldar o seu corpo de tal forma que você pode se arrepender. Lembram das calças jeans de cintura baixa, clássica dos anos 90? Pois é. É sobre isso que estamos falando. Portanto, o ideal é dar preferência para peças maiores, com laterais largas. 

Por outro lado, vale lembrar que calcinhas muito largas não dão a segurança necessária, tampouco protegem a área do atrito com as outras peças de roupa. Portanto, o segredo é saber maneirar. 

  • Qual o melhor tipo de calcinha para a saúde íntima?
  • Dormir sem calcinha faz bem?

    Não! Dormir sem calcinha não faz bem. Dormir sem calcinha faz MUITO bem à saúde. E não é somente a Fleurity que afirma isso; os especialistas também. Inclusive, se você teve ou tem um bom professor ou professora de biologia no ensino médio, já ouviu sobre essa dica. 

    O principal motivo é que deixar de lado a peça íntima na hora de descansar reduz a proliferação de fungos, como a popular candidíase, uma vez que a calcinha não retém a umidade e o calor evitando, dessa maneira, um terreno fértil para a multiplicação de fungos.

    No entanto, os benefícios de dormir sem calcinha não param por aí. Com essa mudança de hábito, você diminui a produção de plástico e melhora a sua vida sexual. É isso mesmo! Ficou curiosa? Dá só uma olhada nos três motivos para você dormir sem calcinha para entender exatamente como isso acontece.