Este site tem certas restrições de navegação. Recomendamos o uso de navegadores web como: Edge, Chrome, Safari ou Firefox.

🎉 Somente Hoje: Frete Fixo R$ 9,90 para todo Brasil

Natal Consciente: 10 dicas para diminuir o desperdício de alimentos na ceia natalina

Segundo dados da ONU, o Brasil ocupa a décima posição no ranking de países que mais desperdiçam alimentos no dia a dia…

Totalizando 23,6 milhões de toneladas de alimentos por ano.

Só no Brasil, cada pessoa desperdiça 41,6 kg de alimentos por ano

Considerando apenas o desperdício de alimentos que ocorre nas refeições feitas em casa, segundo pesquisa realizada pela Embrapa em 2018.

Grande parte do desperdício de alimentos acontece durante o manuseio e logística da produção…

Somente na colheita, o desperdício é de 10%...

30% ocorre durante o transporte e armazenamento

No comércio e no varejo, a perda é de 50%, enquanto nos domicílios 10% vai para o lixo.

Pensando nisso, no conteúdo de hoje, você vai descobrir como evitar o desperdício de alimentos e usar essas dicas para a ceia de Natal.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura amiga!

Quais os impactos do desperdício de alimentos?

Já parou para pensar em todas as etapas envolvidas antes dos alimentos chegarem até você?

Os alimentos precisam ser cultivados, processados, embalados, transportados, comercializados e, finalmente, vendidos.

No entanto, a comida é desperdiçada muito antes de chegar até nós, pois alguns alimentos vão para o lixo na fase de produção. 

Isso porque os supermercados jogam fora alimentos que não estão com uma aparência bonita

E também pode acontecer dos alimentos estragarem durante o transporte.

Sempre que a comida é desperdiçada, todos os recursos utilizados em cada uma dessas etapas também são desperdiçados.

Por exemplo, pense na quantidade de plástico que são usados e depois jogados no lixo para as embalagens de produtos.

Ou seja, o desperdício de alimentos também envolve enormes custos ambientais. 

Por exemplo, a água é usada em todas as etapas do processo de produção de alimentos…

As pessoas regam as plantações…

Embalar e transportar alimentos também requer água… 

Isso significa que, quando você desperdiça comida, toda essa água também vai para o lixo

Atualmente, cerca de 70% dos recursos globais de água doce disponíveis são usados ​​para regar as plantações e produzir alimentos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a quantidade mínima de água necessária por pessoa por dia é de cerca de 15 a 20 litros

O desperdício de alimentos também contribui fortemente para a emissão de gases de efeito estufa...

Isso porque os alimentos que são jogados fora geralmente vão para aterros sanitários…

À medida que apodrece no aterro, produz um gás de efeito estufa chamado metano…

Gases de efeito estufa são emitidos na produção e transporte de alimentos também

As vacas que são criadas como gado produzem metano…

As emissões dos veículos que transportam alimentos produzem dióxido de carbono…

Os cientistas acreditam que, se pararmos de jogar fora os alimentos, poderíamos evitar 11% das emissões de gases de efeito estufa produzidos pelo sistema alimentar.

Além disso, o desmatamento pode destruir o habitat da vida selvagem e, por sua vez, reduzir a biodiversidade.

Confira abaixo algumas ações para contribuir com o meio ambiente e evitar o desperdício de alimentos:

1. Coloque no prato somente o que vai consumir

Coloque no prato quantidades menores e, se ainda estiver com fome, repita.

Assim, você evita deixar aquele restinho de comida sempre no prato.

Evite também o exagero ao servir as crianças.

Comece com pequenas porções para evitar que sobre muita comida no prato dos pequenos.

2. Cuidado com promoções

As promoções costumam ser irresistíveis, no entanto, são as grandes vilãs do consumo consciente.

Elas nos estimulam a comprar um número alto de produtos, muitas vezes desnecessários e que acabam se estragando.

Por esse motivo, esteja atenta! 

Uma estratégia para aproveitar as promoções e evitar o desperdício de alimentos é variar as coisas que você sempre come…

Ou seja, você pode substituir a compra de algum produto pelo item que está na promoção.

3. Compre de forma inteligente

A maioria das pessoas tende a comprar mais comida do que precisa.

Para evitar comprar mais comida do que o necessário, separe as receitas que você deseja fazer para este Natal

E com isso, faça uma lista com os produtos que você irá precisar para as receitas…

Essa estratégia além de ajudar a comprar somente o que é necessário…

Vai te ajudar a não esquecer de nenhum ingrediente importante para as suas receitas.

Além disso, seguir essa lista vai te ajudar a não comprar por impulso e não desperdiçar alimentos.

4. Aprenda como conservar os alimentos perecíveis

Itens perecíveis, como frutas e vegetais, cada um tem sua melhor maneira de armazenar para evitar que se estraguem.

Sendo assim, sempre transfira as sobras das latas abertas para um recipiente adequado…

Deixar os alimentos que sobraram nas latas abertas faz com que eles estraguem rapidamente.

Confira abaixo algumas dicas para conservar corretamente:

  • Mantenha a geladeira abaixo de 5° C;
  • Armazene alimentos em recipientes fechados;
  • Armazene alimentos cozidos nas prateleiras, conhecido como extra frio.

Você sabia que algumas frutas emitem gases naturais que fazem com que os alimentos próximos estraguem mais rápido?

Com isso, manter esses alimentos separados de outros produtos perecíveis pode ajudar a mantê-los frescos.

5. Armazene os alimentos corretamente

O armazenamento inadequado leva a uma grande quantidade de desperdício de alimentos.

Muitas pessoas não sabem ao certo como armazenar frutas e vegetais, o que pode levar ao amadurecimento prematuro…

E, eventualmente, a produtos estragados.

Você sabia que existem alguns itens que devem ser mantidos em temperatura ambiente?

Por exemplo, batatas, tomates, alho, pepinos e cebolas nunca devem ser refrigerados

Separar os alimentos que produzem mais gás etileno dos que não o fazem é outra ótima maneira de reduzir o amadurecimento dos alimentos. 

O etileno promove o amadurecimento dos alimentos e faz com que eles estraguem mais rápido.

Os alimentos que produzem gás etileno durante o amadurecimento incluem:

  • Bananas;
  • Abacate;
  • Tomates;
  • Melões;
  • Pêssegos;
  • Peras;
  • Cebolas verdes.

Mantenha esses alimentos longe de produtos sensíveis ao etileno, como batatas, maçãs, folhas verdes, frutas vermelhas e pimentões…

Assim, você vai conseguir evitar o amadurecimento prematuro de outros alimentos.

6. Mantenha sua geladeira organizada

Embora ter uma geladeira bem abastecida possa ser uma coisa boa…

Uma geladeira cheia demais pode ser ruim quando se trata de resíduos alimentares.

Organizar a geladeira e a despensa pode te ajudar a controlar o que têm em casa e identificar os alimentos que estão prontos para comer.

Existe um método que consiste em “primeiro a entrar, primeiro a sair”.

Esse método é uma forma útil de organizar a comida em casa.

Além disso, isso ajuda a evitar o estrago dos alimentos…

Sendo assim, mantenha a geladeira organizada para conseguir ver claramente os alimentos e saber quando foram comprados.

Por exemplo, ao comprar uma nova caixa de morangos, coloque a embalagem mais recente atrás da antiga

Isso ajuda a garantir que os alimentos mais antigos sejam usados antes, ao invés de desperdiçados.

7. Saiba quais alimentos estragam mais rápido

Anotar os tipos de alimentos que estragam pode ajudar a identificar os alimentos que podem ser cortados novamente.

Por exemplo, se você joga fora muitas laranjas quando estragam, a solução pode ser comprar menos laranjas para evitar que se estraguem.

Embora comprar sacolas maiores de produtos em vez de uma ou duas peças possa parecer mais barato…

Você não estará economizando dinheiro se jogar fora grande parte dos alimentos.

8. Fique de olho na validade dos produtos

Parece algo básico para se fazer, mas muita gente ainda deixa para olhar o prazo de validade quando o alimento já está em casa.

Ter esse cuidado, ainda no supermercado, evita levar alguma comida que já está próxima do vencimento.

Além disso, é importante dar preferência aos alimentos que estão próximos do vencimento na hora de cozinhar.

Se tiver dificuldade na hora de organizar a despensa, utilize o método “primeiro a entrar, primeiro a sair”.

Você também pode anotar quais são os alimentos que estão próximos da data de vencimento em uma lista…

Ao fazer essa lista, cole na geladeira para se lembrar desses alimentos e evitar o desperdício.

9. Não descarte pela aparência

Você sabia que vasculhar uma caixa de morangos até encontrar a que parece mais perfeita contribui para o desperdício de alimentos?

Embora idênticos em sabor e nutrição, as chamadas frutas e vegetais “feios” são desprezados por produtos mais agradáveis ​​aos olhos.

O desejo do consumidor por frutas e vegetais perfeitos levou os supermercados a comprar apenas produtos perfeitos dos agricultores…

Isso faz com que toneladas de alimentos perfeitamente bons sejam desperdiçados.

Se uma fruta ou legume apresentar uma aparência feia em algumas partes, corte e use o que sobrou.

Você sabia que somente no Brasil, cada pessoa desperdiça 41,6 kg de alimentos por ano? Com isso, reunimos 10 dicas para você evitar o desperdício de alimentos no dia a dia e durante o Natal. há nenhuma necessidade de jogar tudo fora, certo?

10. Planeje a ceia de Natal com consciência

Reunir a família e os amigos para a ceia de Natal costuma ser sinônimo de mesa farta…

Porém, isso também pode significar o desperdício de alimentos.

Como as festas de fim de ano geralmente possuem uma grande variedade de pratos…

Isso acaba diminuindo o tamanho das porções consumidas pelos convidados

Afinal, todos comem uma porção pequena de cada prato para conseguirem degustar todas as variedades.

Sendo assim, lembre-se disso para calcular a quantidade de comida para o Natal.

E lembre-se de colocar em prática essas dicas para evitar o desperdício de alimentos…

Pois, isso ajuda você a economizar e contribuir para o uso racional dos recursos naturais.

Bom, chegamos ao fim de mais um conteúdo por aqui no Blog da Fleurity!

Eu espero que você tenha gostado e que esse conteúdo tenha te ajudado de alguma forma.

Agora que você já sabe mais sobre a alimentação consciente, que tal descobrir as alternativas de tratamento para a cólica menstrual?

Veja aqui: Saiba os malefícios do excesso de remédios para cólicas menstrual e alternativas de tratamento

Eu te espero no próximo conteúdo, beijinhos!

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.