Descubra como o método antigo de banho de assento ajuda a reduzir os sintomas da candidíase

Descubra como o método antigo de banho de assento ajuda a reduzir os sintomas da candidíase

Se você nasceu a partir dos anos 90 ou antes, deve lembrar de banheiros com bidês, geralmente situados ao lado de vasos sanitários.  Eles eram de origem francesa e foram feitos para que as pessoas lavassem as partes íntimas e os pés. 

No entanto, como o povo brasileiro não abre mão de um banho de chuveiro, mesmo que for só para lavar os pés, com o tempo, eles caíram em desuso por aqui, juntamente com um espaço para um hábito antigo e eficaz: o banho de assento

Mas, neste texto, a Fleurity vai resgatar essa prática, uma vez que ela possui inúmeros benefícios para a saúde íntima da mulher. Ah, e você não precisa sair correndo para comprar um bidê, ok? Também abordaremos algumas soluções alternativas.

O que é banho de assento?

Antes de mais nada, banho de assento é um método paliativo, assim como a aromaterapia contra as cólicas menstruais. Isto é, é uma prática que não deve excluir as visitas periódicas ao ginecologista, tampouco os tratamentos recomendados. 

Em síntese, serve como complemento para o cuidado com a sua saúde íntima e pode amenizar vários desconfortos.  

Dito isso, não há registros exatos de quando o banho de assento surgiu, mas é um daqueles conhecimentos familiares, sabe? Que sobrevive por várias gerações e se resume em permanecer com a região íntima imersa em água por algum tempo.

Para crianças, por exemplo, que ainda não experienciaram a menarca e não devem utilizar medicamentos invasivos, é um excelente recurso para aliviar coceiras. E para mulheres que já menstruaram, controla corrimento, candidíase, evita infecção urinária e ajuda no tratamento para hemorróidas. 

Entretanto, neste texto, vamos focar no banho de assento para reduzir os sintomas da candidíase.

Como fazer banho de assento?

Agora que você já sabe o que é um banho de assento, hora de saber como prepará-lo. Portanto, basta pegar uma bacia doméstica grande o suficiente para que, sentada, a sua região íntima e baixo abdômen fiquem dentro do recipiente. 

Já suas pernas e pés devem ficar para fora - se você precisar colocá-la em cima de uma cadeira para sentir-se mais confortável, fique à vontade. Dito isso, basta seguir o passo a passo abaixo:

  • Antes de qualquer coisa, certifique-se de que o recipiente esteja limpo.
  • Encha a bacia com água morna ou quente.
  • Fique de três a cinco minutos sentada ou até que você comece a sentir a água esfriar.
  • Enxugue a região com uma toalha macia, preferencialmente de algodão.
  • Faça o banho de assento duas vezes por dia, durante três dias.  
  • Além da água morna ou quente, você pode colocar especiarias específicas para o tipo de problema que estiver enfrentando. “O ideal é que a cada litro de água filtrada ou fervida, sejam diluídas duas ou três colheres de sopa do composto escolhido”, segundo explica o especialista Élvio Floresti à Isto É.

    Infecção urinária pós-sexo?

    Bacia para banho de assento

    Se você não possui um banheiro grande o suficiente para ter um bidê, tampar o ralo e enchê-lo de água, a bacia é a melhor solução. Além de ser barata, é extremamente prática, uma vez que você pode utilizá-la em qualquer lugar.

    No entanto, antes de investir em um recipiente, saiba que existem dois modelos predominantes do mercado: a bacia de plástico e a bidê portátil, ambas de plástico - evite as de alumínio. 

    Se você optar pela bacia de plástico normal, atente-se ao tamanho dela. Ou seja, compre uma entre 80 e 100 litros, com ou sem alça, para que você possa sentir-se confortável ao sentar. 

    Agora, se você deseja utilizar o vaso sanitário como apoio para o banho de assento, até mesmo para não precisar se agachar, compre um bidê portátil.

     O investimento será maior quando comparado com a bacia de plástico, no entanto, você sai ganhando na praticidade e, inclusive, na estética. O desafio está em encontrar uma que encaixe direitinho no seu vaso sanitário. 

    Banho de assento para candidíase

    Existem inúmeros compostos que você pode misturar na água para aliviar os sintomas da candidíase vaginal, uma infecção causada pelo fungo Candida Albicans e que, embora não seja grave, deve ser tratada com acompanhamento médico.

    Inclusive, é o seu ou a sua ginecologista que vai indicar o banho de assento com o condimento apropriado.  E caso o(a) profissional não mencione o método, você pode perguntar o que seria mais indicado colocar na água.

    Neste texto, vamos falar sobre os três compostos mais utilizados: banho de assento com bicarbonato de sódio; camomila e barbatimão. No entanto, existem outros como banho de assento com vinagre de maçã e água oxigenada.

    Bicarbonato de sódio

    Por conta do pH alcalino (mais básico), o banho de assento com bicarbonato ajuda no combate à candidíase pela capacidade de amenizar a acidez da vagina, deixando-a imprópria para a proliferação do fungo Candida albicans. Para preparar o banho, basta uma colher de sopa de bicarbonato para cada litro de água. 

    Chá de camomila

    Para o que um chá de camomila não é bom, não é mesmo? Calmante e anti-inflamatório, a camomila possui flavonóides e alfa-bisabolol em sua composição, que ajudam a aliviar os sintomas da candidíase, como coceira, irritação, inchaço e dores. 

    Para preparar o banho de assento com camomila, coloque três colheres de sopa da planta seca para cada litro de água morna/quente. 

    Barbatimão

    Sabe Aloe Vera, capaz de curar o incurável? Um banho de assento com chá de cascas/folhas de Barbatimão é tão potente quanto. Por ser uma planta medicinal, além de diminuir os sintomas da candidíase, ajuda a reduzir verrugas na vulva por consequência do papilomavírus humano (HPV). E o segredo está em utilizar duas colheres de sopa para cada litro de água.  

    E aí, gostou de saber que você pode contar com a ajuda do banho de assento caso for diagnosticada com candidíase? 

    Já que estamos falando de tratamentos alternativos, saiba porque a Aromaterapia pode ser sua melhor aliada contra as cólicas menstruais.