Quando não devo usar o coletor menstrual?

Muito se fala da grande lista de benefícios de se utilizar o coletor menstrual, que vão desde a economia financeira, praticidade de uso até a proteção ao meio ambiente. Agora, todas as mulheres podem deixar de lado os absorventes tradicionais e aderirem aos coletores? 

Se esta é uma dúvida sua, já saiba que a resposta é não. Em algumas situações específicas existem contraindicações para o uso do produto. 

Grávidas podem usar o coletor? E quem for virgem, pode? Para saber de uma vez por todas quando não usar o coletor menstrual, a Fleurity reúne agora tudo o que você precisa saber a respeito. Confira!

Quem não pode usar coletor menstrual

Pós-parto

Apesar de, por padrão, não ser contra indicado utilizar o coletor menstrual durante a gravidez, no pós-parto não é recomendado o uso - principalmente se o nascimento for por via natural.

Nesses casos é recomendado o uso dos absorventes tradicionais durante a quarentena, período em que o canal vaginal está se reajustando novamente após o processo de dar a luz ao bebê.

Suspeita de infecção na região vaginal

Outra situação em que o uso dos coletores menstruais não é recomendado é o caso de suspeita de alguma infecção na região vaginal, como a candidíase e a vaginite, por exemplo. 

Isso porque, a depender do diagnóstico e gravidade, o coletor pode gerar algum desconforto à mulher ou trazer alguma complicação do quadro.  

É sempre importante lembrar que coletores de marcas respeitadas no mercado como a Fleurity oferecem produtos feitos com material hipoalergênico, livre de toxinas e aprovados pela ANVISA - o que dá tranquilidade à mulher. 

Quem for transar

Muitas mulheres que utilizam o coletor menstrual relatam que é tão confortável que são até mesmo capazes de esquecer que estão com o coletor. Se for o seu caso, cuidado! Fazer sexo com o coletor é contra indicado e pode causar feridas no canal vaginal a partir do atrito gerado durante a penetração. 

Se já aconteceu, a maior recomendação é manter a calma. Especialistas recomendam se deitar ou sentar com as pernas afastadas para facilitar a retirada do coletor do canal vaginal. Caso sinta algum desconforto ou dor após a retirada, é indicado procurar o médico ginecologista para que a região seja analisada. 

Nesses casos, uma ótima opção é o disco menstrual. Seu funcionamento é similar ao coletor, no entanto, pela sua anatomia, é possível ter relações sexuais com penetração enquanto se usa o disco. 

Diferentemente do coletor, que fica posicionado no canal vaginal, o disco fica encaixado no osso pélvico, colado no colo do útero - deixando a passagem livre para a penetração.

Por fim, pode ter ficado a dúvida: uma mulher virgem pode usar o coletor menstrual?

Apesar de simples, a resposta para a pergunta pode não ser tão direta. Isso porque o conceito de virgindade pode mudar de mulher para mulher. Para aquelas que entendem a integridade do hímen como uma representação da virgindade, o uso do coletor menstrual pode não ser recomendado.

Não é uma regra, mas pode ser que ao utilizar o coletor, a membrana que constitui o hímen seja rompida. Agora, se essa não é uma preocupação, do ponto de vista físico e/ou de saúde, não existem contraindicações para estes casos. 

É interessante saber também que produtos de marcas consolidadas, como a Fleurity, possuem coletores menstruais de diferentes tamanhos - para atender todos os perfis. No caso de mulheres virgens, por exemplo, é possível utilizar um tamanho menor considerando a idade e fortalecimento da musculatura pélvica, facilitando também a colocação do coletor e adaptação ao uso.

Benefícios do coletor menstrual

Deu para perceber que são poucas as situações em que o coletor não é recomendado, não é mesmo? Em todas as outras o dispositivo pode ser um aliado perfeito à menstruação, com diversos benefícios. Confira os principais deles!

  • É higiênico: algumas mulheres podem passar a vida inteira acreditando que a menstruação é algo suja, tabu criado também pelo odor do fluido. O que a maioria não sabe é que o cheiro desagradável só acontece pela menstruação entrar em contato com o ar, a partir do momento em que fica depositado no absorvente tradicional. Com o coletor isso não acontece, já que a menstruação fica no vácuo gerado pelo coletor no canal vaginal;
  • É mais econômico: um mesmo coletor menstrual pode ser usado por até 10 anos. Se somado todo esse período utilizando os absorventes tradicionais, é muito mais econômico optar pelo coletor - que em cerca de 8 meses já se paga, comparando aos absorventes;
  • Praticidade: o coletor menstrual permite que ele seja usado em diversas situações do dia a dia da mulher, como a prática de exercícios físicos - incluindo a natação -, ida à praia e tantas outras. É possível permanecer com o mesmo coletor por até 12 horas seguidas até que seja necessário esvaziar, o que também é super simples;
  • Protege o meio ambiente: com o uso do coletor menstrual se evita a produção do lixo gerado ao utilizar o absorvente tradicional;
  • É confortável: de acordo com um levantamento realizado pela Fleurity, 98% das pessoas que usam, afirmam que até esquecem que estão menstruadas.

Agora que você já conhece melhor os coletores menstruais e as situações em que não é recomendado usá-los, que tal entender mais profundamente sobre os discos e as calcinhas menstruais

Temos certeza de que um deles vai ser a opção ideal para que a sua relação com a menstruação seja ainda melhor! No blog da Fleurity você encontra esses e muitos outros conteúdos que vão te ajudar a manter o corpo e a mente em dia, sem tabus e com muita informação de qualidade.

Carrinho de compras

Não há mais produtos disponíveis para compra

Seu carrinho está vazio.

✔️ Produto adicionado com sucesso.