É normal ter corrimento rosa? Descubra as possíveis causas e porque você deve estar atenta

É normal ter corrimento rosa? Descubra as possíveis causas e porque você deve estar atenta

Você pode perceber o corrimento vaginal rosa como parte de sua menstruação ou em outros momentos do seu ciclo menstrual…

Porém, não é necessariamente um motivo de preocupação

Isso porque suas causas mais comuns incluem o início da menstruação, nidação e uso de anticoncepcional hormonal.

No entanto, há situações onde esse tipo de corrimento é um sinal de alerta em relação à saúde...

O corrimento rosa pode indicar várias condições diferentes, como desequilíbrio hormonal, miomas uterinos ou infecções.

Pensando nisso, no conteúdo de hoje vamos descobrir quais as possíveis causas de corrimento rosado.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura amiga!

O que significa corrimento rosa?

Você sabe de fato o que pode ser corrimento rosado?

Ter corrimento rosa é normal, desde que seja de curta duração e não apresente nenhum sintoma associado, como dor ou cheiro forte. 

Geralmente, as causas mais comuns incluem o início da menstruação, nidação e uso de anticoncepcional hormonal…

No entanto, existem outras causas do corrimento cor de rosa e vamos te contar abaixo quais são elas.

Desequilíbrio hormonal

Você sabia que são os hormônios que controlam a menstruação?

Sendo assim, o desequilíbrio hormonal pode alterar a cor da secreção de uma pessoa em diferentes pontos do ciclo.

Em um ciclo menstrual normal, o equilíbrio dos hormônios estrogênio e progesterona regulam o acúmulo do revestimento do útero – conhecido como endométrio.

Sendo assim, o acúmulo de revestimento é eliminado durante a menstruação. 

Com isso, os níveis baixos desses hormônios podem fazer com que o endométrio se desprenda irregularmente…

Causando assim, o corrimento rosado e de outras cores.

Além disso, se ocorrer um desequilíbrio hormonal, o endométrio se desenvolve excessivamente, ocasionando o sangramento menstrual excessivo.

Confira abaixo quais são os outros sintomas que podem indicar desequilíbrio hormonal: 

  • Ondas de calor;
  • Insônia;
  • Mudanças de humor;
  • Dificuldade de concentração;
  • Perda óssea;
  • Ganho de peso;
  • Infecção urinária.

Esse desequilíbrio hormonal pode ser causado por uma série de condições: como a síndrome dos ovários policísticos, obesidade, resistência à insulina e problemas de tireoide.

Se você tem notado algum desses sintomas, marque uma consulta com um(a) ginecologista para investigar as possíveis causas.

Anticoncepcional hormonal

Iniciar um novo método anticoncepcional hormonal ou trocar o que você já está usando pode criar um desequilíbrio de estrogênio artificial. 

E como resultado desse desequilíbrio, acontece o corrimento rosado – também chamado de sangramento de escape.

Quando o método anticoncepcional contém pouco ou nenhum estrogênio, esse efeito colateral é mais comum.

Em alguns casos, seus hormônios podem se ajustar à medicação em alguns meses e o sangramento irá parar… 

Por outro lado, o sangramento de escape pode acontecer por três meses ou mais.

Confira abaixo quais são os contraceptivos hormonais:

  • Pílula anticoncepcional: são pílulas que você toma todos os dias.
  • Adesivo anticoncepcional: é um adesivo que você coloca na pele e substitui a cada semana;
  • Contraceptivo injetável: é uma injeção aplicada que se aplica a cada três meses.
  • Implante hormonal: este implante é um pequeno dispositivo em forma de haste que é colocado no braço;
  • Dispositivo intrauterino hormonal (DIU): é um dispositivo em forma de T que fica dentro do útero.

Ovulação

As manchas que ocorrem durante a ovulação acontecem na época em que seu corpo libera um óvulo.

A ovulação ocorre na metade do ciclo menstrual, sendo assim, cerca de 5 a 20% das mulheres apresentam corrimento rosado.

Normalmente, o corrimento é rosa porque o corpo também está produzindo muco cervical mais claro neste momento

Com isso, o muco cervical extra acaba diluindo a secreção.

Além disso, o sangramento de escape rosa é resultado de um aumento repentino de estrogênio na ovulação…

E como já te falamos aqui, essa variação repentina de estrogênio acaba causando uma irregularidade do endométrio.

Além do corrimento rosado, confira abaixo quais são os outros sintomas de ovulação:

  • Aumento da libido;
  • Dor abdominal em um ou dos dois lados da pélvis;
  • Cólicas abdominais;
  • Secreção elástica e transparente – semelhante a clara de ovo;
  • Seios inchados e/ou sensíveis
  • Temperatura corporal basal.

Você sabe qual a diferença entre o sangramento de nidação e a ovulação?

Veja aqui: O que é nidação? Conheça a diferença entre nidação e menstruação

Cistos nos ovários

Os cistos ovarianos são sacos cheios de líquido que se desenvolvem nos ovários. 

Eles são mais prováveis ​​de ocorrer durante os anos férteis, geralmente aparecendo no ovário após a liberação de um óvulo e desaparecendo durante a menstruação.

Às vezes, o cisto ovariano acaba não desaparecendo, em vez disso, fica maior. 

Se isso acontecer, pode causar secreção rosada e sangramento anormal entre os períodos.

Geralmente, algumas pessoas com cistos ovarianos não apresentam sintomas…

No entanto, algumas podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Dor e pressão na parte inferior do abdômen;
  • Desconforto durante a relação sexual;
  • Dor ou pressão para fazer xixi;
  • Náusea e vômito.

Pessoas com cistos particularmente grandes ou cistos múltiplos, que podem ser comuns em pessoas com SOP, precisam de tratamento médico.

Nidação

A nidação, também chamada de implantação, corresponde à fixação do óvulo fecundado na parede do útero

Com isso, se dá início ao processo gestacional.

Esse processo leva cerca de 5 a 7 dias para ocorrer, porém, esse tempo pode variar de acordo com o ciclo menstrual da mulher.

Nesse processo de fixação do zigoto pode ocorrer um leve sangramento, com duração média de 1 a 3 dias.

Esse sangramento ocorre porque ao se fixar ao endométrio, esse zigoto faz com que haja uma descamação

Essa descamação ocorre nas pequenas partes da camada endometrial e são expelidas pelo organismo.

O sangramento de nidação geralmente ocorre entre 7 e 14 dias após a concepção.

No entanto, não são todas as mulheres que apresentam sangramento de implantação...

Entretanto, a nidação pode vir acompanhada de sintomas típicos do primeiro trimestre de uma gravidez.

Confira abaixo quais são os sintomas mais comuns:

  • Mudanças de humor;
  • Náusea e vômitos;
  • Dores de cabeça;
  • Dor nas costas;
  • Cólicas leves;
  • Seios sensíveis e/ou inchados.

O sintoma de nidação mais comum é o sangramento leve, que dura até 3 dias e possui tom rosado ou marrom.

Quer saber identificar qual a diferença entre os sintomas da TPM e gravidez?

Veja aqui: TPM ou Gravidez? Veja como descobrir facilmente com esses testes

Gravidez ectópica

A gravidez ectópica acontece quando um óvulo fertilizado se implanta fora do útero, geralmente em uma das duas trompas de falópio.

Quando isso ocorre, o embrião não consegue se desenvolver adequadamente, o que tende a causar complicações.

Um dos primeiros sinais de gravidez ectópica é o sangramento vaginal incomum, que pode ser rosa ou marrom.

Geralmente, o sangramento será mais leve ou mais intenso do que a menstruação normal…

No entanto, há outros sintomas que ocorre junto com o sangramento: 

  • Dores agudas pélvica e no abdômen;
  • Fraqueza;
  • Tontura ou desmaio;
  • Sensação de peso na vagina;
  • Forte dor à palpação do útero;
  • Abdômen inchado;
  • Sintomas gastrointestinais.

Quer saber mais sobre os corrimentos vaginais na gravidez?

Veja aqui: Saiba como identificar e tratar o corrimento na gravidez

Aborto espontâneo

O aborto espontâneo é uma perda de gravidez que ocorre antes das 20 semanas de gravidez.

Na maioria dos casos, as mulheres que perderam a gravidez perceberão um sangramento marrom ou uma secreção rosada.

É possível ter um aborto espontâneo bem no início da gravidez, às vezes antes mesmo de a mulher saber que está grávida.

Os sintomas podem surgir repentinamente e incluem um jato de líquido transparente, sangramento vermelho intenso ou corrimento rosado.

Outros sintomas incluem:

  • Cólica abdominal forte;
  • Coágulos;
  • Corrimento rosa e marrom;
  • Febre;
  • Tontura ou desmaio;
  • Dores de cabeça.

Estudos indicam que entre 7 a 24% das mulheres podem ter algum sangramento no início da gravidez.

No entanto, quando o sangramento ocorre mais tarde na gravidez, pode indicar problemas que exigem atenção médica imediata.

Lochia

Lochia é o termo que nomeia o corrimento vaginal que ocorre após o parto.

Nos primeiros dias após o parto do bebê, o corrimento vaginal da mulher será semelhante a menstruação…

Com sangue vermelho escuro abundante e alguns coágulos.

Depois disso, o sangramento diminuirá e a secreção ficará mais clara em intensidade e cor…

Ele se tornará uma secreção rosada ou marrom inicialmente e então voltará como corrimento normal, branco cremoso ou amarelado.

É importante informar ao seu médico se você houver coágulos grandes ou se tiver secreção com odor forte, esses sinais podem indicar alguma infecção.

Infecções

Muitas infecções, incluindo infecções sexualmente transmissíveis (IST’s), podem causar secreção de diferentes tons.

Confira abaixo algumas infecções que podem apresentar secreções:

  • Clamídia;
  • Gonorréia;
  • Vaginose bacteriana;
  • Doença inflamatória pélvica (DIP).

Essas infecções costumam apresentar outros sintomas, incluindo:

  • Dor pélvica;
  • Desconforto durante a relação sexual;
  • Dor ou queimação ao fazer xixi;
  • Coceira vaginal;
  • Odor vaginal incomum.

É importante saber que essas infecções requerem atenção médica, pois podem ocasionar em outras complicações mais graves.

Miomas uterinos

O mioma é um tecido não canceroso que cresce dentro ou ao redor do útero.

Os miomas nem sempre causam sintomas, porém, quando isso acontece, o sangramento vaginal é considerado um sinal precoce…

Sendo assim, o sangramento costuma ser leve e com tonalidade rosa, pois está misturado com outras secreções vaginais.

Confira abaixo quais são os outros sintomas dos miomas uterinos:

  • Dor pélvica e na lombar;
  • Dores e desconfortos durante o sexo;
  • Dor ou dificuldade para fazer xixi;
  • Sensação de pressão na bexiga;
  • Aumento do fluxo menstrual;
  • Duração prolongada do período menstrual.

Perimenopausa

A perimenopausa é o período de tempo em que o corpo da mulher está em transição para a menopausa. 

Nesse período, os níveis de estrogênio aumentam e diminuem de maneira imprevisível…

E como resultado desse desequilíbrio hormonal, pode ocorrer corrimento rosado ou períodos irregulares.

Existem outros sintomas que podem ser notados tanto na pré-menopausa quanto na menopausa, veja quais são:

  • Suores excessivos;
  • Irritabilidade e alterações de humor;
  • Alterações de sono, como a insônia;
  • Mal-estar;
  • Dores e ardência durante a relação sexual;
  • Diminuição da lubrificação vaginal;
  • Diminuição da libido;
  • Perda de massa óssea, a osteoporose;
  • Aumento de peso;
  • Ressecamento da pele e cabelos;
  • Dores de cabeça e/ou enxaqueca.

Quer saber mais sobre a menopausa e como aliviar seus sintomas?

Confira aqui: Veja como aliviar os sintomas da menopausa de forma rápida (e correta!)

Bom, chegamos ao fim de mais um conteúdo recheado de curiosidades e informações aqui no Blog da Fleurity!

Esperamos que você tenha gostado e todas as suas dúvidas tenham sido esclarecidas.

Caso você ainda não siga a Fleurity Brasil no Instagram, corre para seguir! Sabe por quê?

Lá no Instagram postamos conteúdos todos os dias no feed e nos stories, abordando assuntos como saúde feminina, menstruação, sustentabilidade e muuuito mais.

Eu te espero no próximo conteúdo, beijinhos!